Covid-19 mostrou ao mundo a relevância do papel do enfermeiro

Não foi à toa que 2020 foi eleito o Ano Internacional da Enfermagem. Além da alusão ao bicentenário do nascimento de Florence Nightingale (1820-1910), precursora da Enfermagem Moderna, a pandemia de Covid-19 serviu para expor à sociedade a importância da enfermagem como profissão que preza pelo cuidado ao outro. Presença e escuta são atributos da profissão, que dá voz às necessidades humanas mais profundas. Protagonistas neste difícil momento, enfermeiros seguem prestando atendimento no contexto da pandemia desde a triagem de suspeitos, coleta de material para exames até a execução dos cuidados hospitalares decorrentes das complicações da doença.

São mais de 20 milhões de profissionais, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) – 2,3 milhões apenas no Brasil, incluindo enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiras que atuam no âmbito da assistência, gestão, pesquisa e do ensino, de acordo com dados do Confen (Conselho Federal de Enfermagem). Neste mês de maio, a Humana Magna homenageia todos os enfermeiros.

Obrigado por cuidar de nós. E conte conosco para cuidar de ti.

Ainda não há comentários para esta matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *